https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/issue/feed PLURA, Revista de Estudos de Religião / PLURA, Journal for the Study of Religion 2023-11-14T00:00:00-03:00 Diego Omar da Silveira revistaplura@gmail.com Open Journal Systems <p style="margin: 0cm 0cm 0.0001pt; background-image: initial; background-attachment: initial; background-size: initial; background-origin: initial; background-clip: initial; background-position: initial; background-repeat: initial;">PLURA - Revista de Estudos de Religião, periódico da Associação Brasileira de História das Religiões (ABHR), é uma publicação eletrônica semestral destinada à divulgação da pesquisa acadêmica na área dos estudos de religião. São publicados artigos originais, traduções, documentos históricos, entrevistas, comunicações e resenhas produzidos nos diferentes campos das ciências humanas. As publicações comportam, assim, tanto abordagens e perspectivas teórica e metodologicamente plurais, quanto temas diversos relacionados ao universo das religiões e religiosidades.</p> <p style="margin: 0cm 0cm 0.0001pt; background-image: initial; background-attachment: initial; background-size: initial; background-origin: initial; background-clip: initial; background-position: initial; background-repeat: initial;"> </p> <p style="margin: 0cm 0cm 0.0001pt; background-image: initial; background-attachment: initial; background-size: initial; background-origin: initial; background-clip: initial; background-position: initial; background-repeat: initial;">PLURA - Journal for the Study of Religion is the on-line open journal of the Brazilian Association for the History of Religions (BAHR), aimed to disseminate academic research in the field of religion. Plura is destined to publish original scientific articles, translations, historical documents, interviews, papers-comunications and reviews produced in different areas of the Humanities. Publications include, therefore, both approaches and perspectives theoretically and methodologically plural, and diverse topics related to the universe of religions and religiosities.</p> <p style="margin: 0cm 0cm 0.0001pt; background-image: initial; background-attachment: initial; background-size: initial; background-origin: initial; background-clip: initial; background-position: initial; background-repeat: initial;"> </p> <p>A revista está indexada ou acessível em: <a title="ATLA Religion Database" href="https://www.atla.com/products/catalog/Pages/rdb-db.aspx">ATLA Religion Database</a>, <a href="http://diadorim.ibict.br/">Diadorim/IBICT</a>, <a href="http://www.doaj.org/">DOAJ - Directory of Open Access Journals</a>, <a href="http://www.erevistas.csic.es/ficha_revista.php?oai_iden=oai_revista895">e-Revist@s</a>, <a href="http://www.latindex.unam.mx/index.html">LATINDEX</a>, <a href="http://portalnuclear.cnen.gov.br/livre/Inicial.asp">LivRe!</a>, <a href="http://www.periodicos.capes.gov.br">Periódicos CAPES</a>, <a href="http://pkp.sfu.ca/ojs-journals">PKP - Public Knowledge Project</a>, <a href="http://seer.ibict.br/">SEER - Sistema Eletrônico de Editoração de Revistas</a>, <a href="http://www.sumarios.org/">Sumários de Revistas Brasileiras</a> e <a href="http://www.bibliotekevirtual.org/">Biblioteke Virtual</a>.</p> <p>No sistema de avaliação <a href="http://qualis.capes.gov.br/webqualis/publico/pesquisaPublicaClassificacao.seam;jsessionid=8B80F750C4495E99D667F84F743E8857.qualismodcluster-node-101?conversationPropagation=begin">Qualis Periódicos da Capes,</a> a Plura é classificada com o <strong>QUALIS A3.</strong></p> https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/1954 Ontologia hermenêutica e niilismo 2022-04-20T11:15:52-03:00 Douglas Willian Ferreira douglasinvictus@hotmail.com <p><span style="font-weight: 400;">neste artigo se faz uma análise do conceito de niilismo. A partir das tantas compreensões, busca-se apresentar o processo de enfraquecimento das verdades absolutas que resultam em novas possibilidades de experiência da religião, sobretudo, do cristianismo. A partir da pesquisa bibliográfica das obras de Gianni Vattimo, dialogou-se com outros autores contemporâneos a fim de entendermos o processo da eventualidade do ser e da dissolução dos valores e verdades metafísicas que sustentam certo fundamentalismo e dogmatismo filosófico e religioso. Para isso, faz-se importante compreender o papel da hermenêutica nesse processo de abertura à pluralidade e da linguagem como garantia de significação da vida e da existência.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-3" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-3</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Douglas William Ferreira https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/1969 Existe teologia egípcia? Um debate acerca da possibilidade de reflexão teológica 2022-05-10T08:19:03-03:00 Petterson Magno da Silva Santos petmagno.egito@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">o presente artigo debate o uso do conceito de teologia para a antiga religiosidade egípcia. A motivação para esse estudo nasce da constatação, demonstrada no início desse trabalho, que diversos egiptólogos usam o conceito em questão de formas extremamente variadas, sendo que apenas dois autores que encontramos, Assman e Ritner, se preocupam em conceituar o que seria teologia no Antigo Egito. Aqui, nós vamos nos apoiar em alguns teólogos para definirmos o que é teologia, depois analisarmos as formas como Asman e Ritner tratam tal conceito, para finalmente refletindo sobre o seu uso ou não para a realidade egípcia.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-4" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-4</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Petterson Magno da Silva Satnos https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2216 Sofrimento, Transformação e Cura num Movimento Religioso do Século XVI 2023-06-07T21:39:12-03:00 Fatima Regina Gomes Tavares fattavares@ufba.br Carlos Caroso caroso@ufba.br Rafael Losada Martins rlosada@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">destacamos os aspectos terapêuticos num movimento social de base religiosa que ocorreu em Jaguaripe, Bahia, no século XVI, identificando e analisando a sequência de eventos que levaram um jovem indígena a se separar de seu grupo e se converter ao cristianismo por meio dos ensinamentos religiosos jesuíticos e, mais uma vez, se separar da vida cotidiana fugindo para o Sertão. Ele voltou a se incorporar à sociedade local após profunda transição, apropriação de elaborada retórica e fundação de uma complexa seita ameríndia que angariou seguidores entre pessoas indígenas, pessoas negras escravizadas e libertos, assim como </span><em><span style="font-weight: 400;">caraíbas</span></em><span style="font-weight: 400;">. Consideramos que a experiência de sofrimento social e a promessa de renovação de vida constituíram fatores fundamentais para a unificação de todos na referida crença, buscando uma nova compreensão do movimento conhecido por “Santidade de Jaguaripe” pela comparação com processos assemelhados e interpretações teóricas em outros estudos. </span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-5" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-5</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Fatima Regina Gomes Tavares, Carlos Caroso, Rafael Losada Martins https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2130 Os ritos de passagem, o ritual da confirmação e a ética protestante no contexto luterano e pomerano 2022-06-26T19:14:14-03:00 Karen Laiz Krause Romig karenlaizromig@gmail.com Patrícia Weiduschadt prweidus@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">este artigo trata sobre os ritos de passagem que são praticados em comunidades luteranas na Serra dos Tapes, região meridional do Rio Grande do Sul – Brasil. Esses ritos são: batismo, confirmação, casamento e morte, que se manifestam por meio de um processo histórico de adaptação religiosa e cultural pomerana ao contexto local. No decorrer do trabalho são definidos antropologicamente esses ritos de passagem (Rodolpho, 2004). O trabalho tem maior foco no rito da confirmação, que atrelado com à ética protestante (Weber, 2004), gerava um abandono precoce da escola, e uma forte dedicação ao labor do trabalho, fatos relacionados à religião luterana, que considera os ensinamentos da Igreja e a dedicação ao trabalho como algo fundamental para o desenvolvimento do indivíduo. </span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-6" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-6</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Karen Laiz Krause Romig, Patrícia Weiduschadt https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2220 A construção da pauta protestante na política brasileira 2023-07-04T21:01:03-03:00 Evanway Sellberg Soares evanways@yahoo.com.br <p><span style="font-weight: 400;">dada a força de grupos protestantes na política brasileira no período pós-ditadura de 1964-85, torna-se importante compreender o seu mecanismo de funcionamento, uma vez que isso pode representar a quebra no princípio da laicidade estabelecido desde a primeira constituição republicana brasileira, em 1891. Para isso, se torna imperativo entender como esse grupo veio a conquistar a força política que hoje se outorga. Assim, esse trabalho tem como objetivo realizar uma análise histórica da construção da pauta protestante no cenário político brasileiro, relacionando com a questão da laicidade no Brasil. Para isso, se inicia com a discussão sobre a laicidade a partir de autores fundamentais sobre o tema e suas discussões contemporâneas e a particularidade brasileira e, posteriormente, a evolução histórica da pauta evangélica na política brasileira; ambas desenvolvidas através de pesquisa bibliográfica de artigos publicados. Após a análise, foi possível perceber a existência de paralelos entre o modo de introdução de evangélicos protestantes na política estadunidense e brasileira, assim como sua forma de transmissão entre o país do norte para o do sul.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-7" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-7</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Evanway Sellberg Soares https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2203 Dignitas Personae 2023-05-11T19:35:21-03:00 Lenilson Rocha Portela lenilson90@hotmail.com Francisco de Assis de Sousa Nascimento francisoufpi@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">o presente artigo versa sobre o processo de concepção dos direitos da Pessoa Humana, no cerne da Doutrina Social da Igreja Católica. Baseado em uma análise histórica, busca-se mapear a consolidação de alguns fundamentos que compõem e dão base à DSI, como é o caso do princípio Personalista de Emmanuel Mounier. Em diálogo com teólogos e filósofos, empreende-se uma análise sobre noções caras à DSI, como o conceito de Pessoa e de Relação. </span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-8" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-8</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Lenilson Rocha Portela, Francisco de Assis de Sousa Nascimento https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2215 Liberdade religiosa na pandemia 2023-05-14T19:06:44-03:00 Ana Luiza Sabino de Sá e Silva analuizasabinosilva@gmail.com Pierre Portes dos Santos pierre@gmail.com Waleska Marcy Rosa waleska.ufjf@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">devido às medidas de distanciamento e isolamento social necessárias diante da pandemia de Covid-19, as autoridades foram forçadas a restringir a circulação em nome da proteção da saúde dos cidadãos, tornando impossível se reunir em grandes grupos, incluindo celebrações religiosas. Diante desse conflito entre princípios, o artigo tem por objetivo discutir os limites da restrição do direito à liberdade religiosa em relação às necessidades de proteger a saúde pública durante a pandemia, e o papel do Supremo Tribunal Federal nessas circunstâncias, além de lançar luz à manifestação religiosa enquanto fenômeno gregário, que, por definição, é praticado por uma coletividade de pessoas. Para tal, utilizou-se de metodologia de análise de decisões judiciais, para verificar a atuação do Poder Judiciário, e de revisão bibliográfica, para estudar a característica comunitária do fenômeno religioso e para revelar o conteúdo essencial da liberdade religiosa e seus limites.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-9" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-9</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Ana Luiza Sabino de Sá e Silva, Pierre Portes dos Santos, Waleska Marcy Rosa https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/1985 Produção acadêmica de alunos do Curso de Licenciatura em Ciências da Religião da Universidade do Estado do Pará 2022-05-06T23:52:58-03:00 Maria Betânia B. Albuquerque mbbalbuquerque@gmail.com Adma Conceição Danin de Lima admadanindelima@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">o artigo analisa a produção intelectual dos discentes do Curso de Ciências da Religião da Universidade do Estado do Pará, em particular, a que emerge dos Trabalhos de Conclusão de Curso, no período de 2004 a 2019. Investiga as temáticas privilegiadas e o espaço que ocupam as religiões da Amazônia nesses trabalhos. Resulta de uma pesquisa bibliográfica à moda dos estudos sobre o estado do conhecimento, cujo objetivo é analisar a produção intelectual de uma dada área de conhecimento, no caso as Ciências da Religião. Teoricamente, apoia-se nas ideias de Candau (2003) e Fleuri (2006) sobre interculturalidade, entendida como um caminho para a construção de uma sociedade mais democrática que respeita a diversidade cultural. Conclui que </span><span style="font-weight: 400;">a maioria dessas produções não engloba a diversidade religiosa local, motivo pelo qual ressalta a </span><span style="font-weight: 400;">necessidade de mais pesquisas que focalizem as religiões da Amazônia.</span></p> <div id="icpbravoaccess_loaded"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-10" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-10</a></div> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Maria Betânia B. Albuquerque, Adma Conceição Danin de Lima https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2133 Religion and science must work together on behalf of the environmental movement 2022-06-19T19:53:05-03:00 Heslley Silva heslley@uniformg.edu.br <p><span style="font-weight: 400;">environmental issues are on the agenda around the world; however, many conservative governments have developed erratic, inadequate, or even counterproductive policies on these issues. These governments typically have broad support from particular religious groups, reinforced by the dissemination of misinformation about environmental threats, especially through the Internet. It is proposed that, in order to establish sound environmental policy, science must have religion as an ally, so it must be demonstrated that religious texts indicate the need to harmonize with nature, especially in Christian belief groups. Science can make evidence-based information on environmental threats available, and religion can make its force and social energy available to help to mobilize appropriate environmental policy.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-12" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-12</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Heslley Silva https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2240 O Projeto Radical Tradicionalista 2023-08-24T21:59:35-03:00 Felipe Freitas de Souza felipefdes@gmail.com <p><span style="font-weight: 400;">Nesta entrevista, Mark Sedgwick aborda seu novo livro, </span><em><span style="font-weight: 400;">Traditionalism: The Radical Project for Restoring Sacred Order</span></em><span style="font-weight: 400;"> (“Tradicionalismo: O Projeto Radical para Restaurar a Ordem Sagrada”), oferecendo uma exploração temática que desloca o foco de indivíduos para ideias dentro do movimento Tradicionalista. Ele discute o papel do Tradicionalismo na política contemporânea do Ocidente, enfatizando seu impacto nas esferas intelectual e política. Abordando o clima intelectual contemporâneo, Sedgwick cita o conceito de metapolítica - um conceito gramsciano que afirma que a mudança nos padrões de pensamento precede a alteração do mundo. Sedgwick examina o crescimento do Tradicionalismo e sua disseminação através de meios modernos, como a internet, avaliando essa ideologia crítica da Modernidade. Abordando a presença do Tradicionalismo no Brasil, ele discute sua aliança com movimentos políticos e indivíduos como Olavo de Carvalho. A entrevista adentra nas conexões do Tradicionalismo com o Islamismo e o duginismo. Sedgwick adverte contra a simplificação excessiva do panorama ideológico, enfatizando que referências a figuras como René Guénon devem ser avaliadas criticamente. Sedgwick também aborda a crítica do Tradicionalismo ao liberalismo e à democracia, que abrange um amplo espectro ideológico. Ele destaca a necessidade de reconhecer essas nuances para navegar pelo complexo mundo do Tradicionalismo.</span></p> <p><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-2" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-2</a></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Felipe Freitas de Souza https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2247 O indigenismo religioso no Brasil 2023-10-12T15:54:59-03:00 Diego Omar Silveira diegomarhistoria@yahoo.com.br <p>Resenha do livro</p> <p>FANZERES, Andreia; BUSATTO, Ivar; DAL POZ, João (org.). <em>Novas reflexões indigenistas</em>. Cuiabá: Operação Amazônia Nativa, 2021. 330p.</p> <p><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-13" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-13</a></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Diego Omar Silveira https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2248 Max Müller 2023-10-14T12:39:00-03:00 Juliano Marçal de Carvalho juliano.carvalho@sga.pucminas.br <p><span style="font-weight: 400;">A Introdução à Ciência da Religião de Max Müller é um clássico que oferece significafivas referências apra a compreenssão do fenômeno religioso ao longo da história. Trata-se de uma pesquisa rigorosa e muito rica em estudo de fontes que remontam, não somente a filologia, mas oferece um substrato robusto para compor uma historiografia que permite destacar esta obra como um marco fundamental para a História das Religiões, consequentemente para iniciar o proceso epistemológico que criou a Ciência da Religião.</span></p> <p><span style="font-weight: 400;"><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-14" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-14</a></span></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Juliano Marçal de Carvalho https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2252 Meu nome é Khan 2023-11-05T19:47:30-03:00 Paulo Sérgio Raposo da Silva pauloraposo10@gmail.com <p>como um sistema econômico arbitrário, o capitalismo precipita conflitos, fabrica inimigos, impõe linguagens, estéticas, políticas, relações interpessoais, comportamentos culturais e sociais que em várias circunstâncias são igualmente perversos e implacavelmente intransigentes, reativos, repressores e reducionistas. <em>Meu nome é Khan, </em>filme lançado em 2010 sob a direção de Karan Johar, serve como um painel para ilustrar e, por meio da verossimilhança, expor como estes processos de cerceamento da imaginação sociológica, das perspectivas e das relações socioculturais podem ocorrer no interior dos impérios políticos e econômicos. Ao narrar a história ficcional de Rizwan Khan, um homem muçulmano que sofre da Síndrome de Asperger e tenta a sorte na cidade de São Francisco, o enredo demonstra o recrudescimento de preconceitos contra árabes, o acirramento da intolerância religiosa contra o Islã e a exacerbação do nacionalismo norte-americano que ocorreram depois dos atentados contra o <em>World Trade Center</em>, ocorridos em 11 de setembro de 2001. É sobre estas questões, sobre as relações diretas entre o imperialismo e concepções de mundo intolerantes que este ensaio reflete, para criticar o sistema financeiro que, dentre outros males, dá causa a tipos sumários de violência. </p> <p><img src="https://revistaplura.emnuvens.com.br/public/site/images/pluraed/DOi.png" alt="DOi.png" /> <a class="ng-binding" href="https://doi.org/10.29327/256659.14.2-11" target="_blank" rel="noopener">10.29327/256659.14.2-11</a></p> 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Paulo Sérgio Raposo da Silva https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2255 Entre protestos, conflitos, guerras e religiões 2023-11-10T12:32:10-03:00 Ismael de Vasconcelos Ferreira ismaelvasconcelos@gmail.com Adriano Magalhães Tenório tenorioadriano1@gmail.com 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023 Ismael de Vasconcelos Ferreira, Adriano Magalhães Tenório https://revistaplura.emnuvens.com.br/plura/article/view/2256 Nominata de pareceristas 2023-11-10T13:22:43-03:00 2023-11-14T00:00:00-03:00 Copyright (c) 2023